segunda-feira, outubro 18, 2010

Sexo casual!?

Deu na Marie Claire e a dica é da jornalista Monica Shores.

sexo casual

1) Faz com que você se sinta mais poderosa

Um estudo feito pela terapeuta sexual Heather Corina com 4.990 mulheres solteiras e casadas mostrou que aquelas que praticavam o sexo casual (81% do total) o faziam para descobrir mais sobre sua própria sexualidade. Dessas, 80% afirmaram que o sentimento de liberdade durante a transa com um desconhecido é tão grande a ponto de diminuir as inseguranças. O que nos leva ao próximo ponto:

2) Ajuda a superar a timidez

Por mais acostumadas que estejamos a namorar nossos namorados, não podemos negar que o desejo de satisfazê-los na cama (tanto em termos de qualidade quanto de frequência) acaba virando um problema. Transar sem envolvimento é tão libertador que faz com que nos preocupemos muito mais com o nosso prazer do que com o que estamos (ou não) proporcionando.

3) Ensina aprimorar a sexualidade

Numa relação monogâmica estável, com o passar dos anos, coração e libido tendem a andar separados. Um estudo recente publicado no The New York Times mostra que 15% dos casamentos americanos podem ser considerado sexless (assexuados), uma vez que os casais ficaram sem transar de 6 meses a um ano. Já quem faz sexo casual, , está sempre se desenvolvendo e atualizando.

4) Ensina mais sobre nós mesmas

Quanto mais nos envolvemos sexualmente com pessoas com quem temos pouco (ou nenhum) envolvimento sexual, mas confrontamos nosso dia-a-dia. Questionamos valores que antes dávamos como certos, paramos para nos rever e repensar. O que, diante do desgaste de relações duradouras raramente acontece. As chamadas “bad long-term relationships” são cheias de falhas de comunicação, desencontro de expectativa e ruídos que fazem com que a gente se concentre muito mais no erro do parceiro do nos nossos.

5) Transforma obrigação em prazer

Estudos mostram que em relações estáveis o sexo se torna uma obrigação para 90% das mulheres e uma forma de barganhar algo com o marido em 86%. Certamente essa não é a utopia sexual com que sonhamos. Nas one night stands, tesão, romance, torpor, desejo de conquista e uma série de coisas muito mais agradáveis vêm antes da obrigação…

6) É um bom exercício de comparação

Segundo a escritora Laura Sessions “a maioria das pessoas que já teve alguma relação sexual duradoura, tende a se achar expert”, o que cai por terra quando a rotatividade começa. Somos conhecedores da nossa sexualidade, mas podemos aprender muito mais com a dos outros. Isso sem falar na queda do mito “one size fits all”. Assim como os homens têm tamanhos variados, nós também temos, e a chance de o encaixe perfeito existir é muito maior se experimentarmos mais.

Tirado do Blog dos Testadores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Contos e encantos Copyright © 2007 - |- Template created by O Pregador - |- Powered by Blogger Templates